Booking.com

Como tirar o visto de Trânsito para o Japão

Viajar para um país do outro lado do mundo é sinônimo de um mínimo de burocracia. Como contei no post “Sobre a Felicidade e Viajar“, compramos uma passagem pra Bangkok através de uma promoção da Delta e o voo fazia escala em Atlanta, nos EUA, onde o visto de trânsito ou turismo é necessário, e em Tóquio, no Japão – e aí surgiu a dúvida que nos preocupou por dias: o visto de transito para o Japão é necessário? Passaremos pela imigração?

Ligamos para a Delta mais de cinco vezes, falamos com diversos atendentes e todos eles nos deram a mesma informação: não era possível saber se passaríamos ou não pela imigração, mas segundo informações internas, para conexões ou escalas com a mesma empresa aérea e inferior a 24 horas não há a necessidade de visto de trânsito. Mesmo assim, decidimos consultar a agência pela qual compramos a passagem e nos deram a mesma informação – o visto de transito não seria necessário.

Não satisfeitos, decidimos ir ao Consulado Geral do Japão em São Paulo para tentar tirar o visto e ir mais tranquilos, mas infelizmente não foi possível, já que o tempo máximo do visto de trânsito é de 4 meses, e a nossa viagem duraria 4 meses e 9 dias. O funcionário do consulado informou que tinha “quase certeza” que o visto de trânsito não seria necessário, já que a nossa conexão teria poucas horas.

Com tanto desencontro de informações e com a impossibilidade de tirar o visto, partimos para Bangkok preocupados, mas com as passagens de volta impressas, reservas de hotéis e passeios para comprovar a finalidade da viagem. Ao chegar no aeroporto de Tóquio-Narita, descemos do avião, passamos por um corredor e vimos um guichê de informações. Paramos e perguntamos onde estava a imigração e aí veio a surpresa: já estávamos dentro do terminal de embarque do nosso voo para Bangkok, e não passamos pela imigração!

visto-japao

O aeroporto bonitão de Tóquio-Narita

Conclusão: se o seu voo tem uma conexão inferior a 24 horas com a mesma companhia aérea, fique tranquilo, o visto de transito não é necessário :). Se mesmo assim você decidir tirar o visto de trânsito, é simples: organize toda a documentação necessária e solicite o visto pessoalmente no Consulado da sua cidade, a taxa de emissão é de R$18,00 e ele demora em média dois dias úteis para ser emitido. A lista de documentos abaixo vale para o Consulado de São Paulo e do Rio de Janeiro:

Documentação:

  1. Passaporte (original)
  2. Formulário de Solicitação de Visto (fornecido no Consulado) ou download nesse link
  3. Uma foto 3X4 cm recente
  4. Carteira de Identidade RG + cópia simples
  5. Passagem de ida e volta  (original e cópia simples)
  6. Comprovante de renda (original e cópia simples) – Imposto de Renda Pessoa Física (todas as páginas, inclusive o recibo de entrega) e extratos bancários (3 últimos meses) – Importante: leve todos os comprovantes que puder, já que eles são bem exigentes com relação à renda dos viajantes, infelizmente.
  7.  Adquirir o visto do país destino antes do visto japonês, quando necessário

E você, já tirou o visto de trânsito ou tem alguma dúvida? Compartilhe a sua experiência nos comentários!