Booking.com

Foi-se a época em que eu era a típica turista-risca-lista, que fazia uma lista de lugares pra visitar num espaço mínimo de tempo e ia apenas fotografando e riscando X ponto turístico da lista. Não condeno quem o faz, porque vivi isso em várias viagens, mas com o tempo, aprendi a valorizar mais o fato de viver a experiência, ver como os locais vivem e me perder pelas ruas do que sair correndo, desenfreada. Assim descobri minha paixão por ruelas.

Lendo a seção O que Ver em Hanói no Lonely Planet, vi que um dos pontos turísticos era uma catedral chamada St. Joseph, mas ela não era qualquer catedral: era uma catedral de estilo gótico levantada pelos franceses em Hanói. Num final de tarde, peguei um táxi e pedi para o motorista me deixar na porta dela, já que para mim o Old Quarter é um labirinto e era minha última tarde em Hanói. Como eu mencionei antes, ela foi construída durante o período de colonização francesa e é notável pelo seu estilo neo-gótico, inspirado na famosa Notre-Dame de Paris.

o-que-ver-em-hanoi

Li no guia que ela funcionava das 5am-12 & 14h-19h, mas cheguei lá às 18h e estava fechada. Mesmo assim, fiquei ali, admirando a pracinha na qual a Catedral estava e comecei a andar em volta; o que vi foram crianças animadas jogando futebol, e alguns adolescentes sentados, lanchando ali mesmo. Logo depois li que o local é o ponto de encontro dos locais pela tarde e pela noite, só pela atmosfera do lugar vale a pena a visita.

Ao chegar na esquina, encontrei uma rua super charmosa que por alguns segundos me levou para Paris, acredite. Era a Rua Au Trieu. Um restaurante vermelho me chamou a atenção justamente por esse ambiente, era o La Place (6,Ấu Triệu) um restaurante com inspiração francesa, mas que tem um cardápio amplo e uma vista perfeita da Catedral; entrei rapidinho e achei muito aconchegante.

o-que-ver-em-hanoi

Olhei para frente, e continuei caminhando por essa rua que me encantou.

o-que-fazer-em-hanoi

Fui andando devagar, olhando cada detalhe, cada cor e movimento. Uma loja vermelhinha, super bem decorada e fofa me chamou a atenção: era o Magoon Studio, uma loja de roupas que parecia de bonecas.

o-que-fazer-em-hanoi

Vi agências de turismo, lavanderias, e uma loja de decoração bem cool, que vende desde mantas e tapetes a cases de computador, pijamas e acessórios, todos com um toque vintage e trabalho feito à mão.

o-que-ver-em-hanoi

Fiquei tão encantada que a vontade que deu foi de me hospedar lá, mas era a minha última noite na cidade. Para quem se animar a ficar nessa rua, ela está muito perto dos principais pontos turísticos da cidade, como o Lago Hoan Kiem, achei dois hotéis arrumadinhos: o Hanoi Impressive Hotel (para fazer a reserva, clique aqui), que me pareceu bem lindo e com boa estrutura e tem ótimas reviews e tem um valor justo de diária (média de R$70-R$100,00) ou o Hanoi Blue Lotus Hotel (para fazer a reserva, clique aqui), que não é tão bonito como o Hanoi Impresive, mas ainda assim tem boas reviews e ótima localização.

Seja para descobrir, fazer umas comprinhas, comer um croissant em um dos cafés franceses ou apenas se perder e admirar essa região cheia de charme e aconchego, apenas vá e se surpreenda com mais essa região da multifacetada Hanói.