Algumas culturas acreditam que atrai sorte e prosperidade, outros endeusam e eu apenas acho um dos mamíferos mais interessantes do mundo. Para mim, o elefante representa força e ao mesmo tempo fragilidade, força por ser um dos maiores mamíferos e fragilidade pela incrível capacidade do ser humano destruir a natureza, assim como maltratar os animais.

Sou desses que ama natureza. Desde que me entendo por gente os meus canais de TV favoritos são Discovery, National Geographic, BBC Wildlife e outros que mostram a vida selvagem. Sonho em ficar hospedado dentro de um dos parques nacionais na África, naqueles lodges que da janela do quarto a gente vê os animais passando pela Savana.

elefante-chiang-mai

Essa viagem pela Ásia vem me trazendo muitas alegrias, e uma delas foi conhecer o Ran-Tong Elephant Center, um lugar onde tive uma experiência super bacana com elefantes. O lugar é turístico, como todos os centros de elefantes da Tailândia, mas depois de muito pesquisar pela internet, ler reviews e referências, achamos o Ran-Tong; as avaliações na internet diziam que eles cuidavam dos elefantes com mais carinho, não separavam os filhotes de suas mães… então o escolhemos esse para passar um dia com os bichos.

Compramos o tour da manhã, acordamos às 6h e às 7h o transfer que estava incluso no pacote do passeio veio até o hotel nos buscar. Às 8h30 chegamos e logo na entrada vimos os elefantes; tivemos alguns minutos para conhecer cada um deles e alimentá-los. Logo depois, recebemos uma introdução sobre o que faríamos com os animais, como guiá-los usando palavras básicas em tailandês e trocamos de roupas para o passeio, fornecidas pelos administradores do centro.

Subimos e seguimos em fila, eu e Ludmy em um elefante, a Lu Malheiros e a Patrícia Camargo, queridas amigas blogueiras do Dividindo a Bagagem e Turomaquia, que estavam em Chiang Mai e decidimos fazer  passeio juntos, e outros turistas.

elefante-chiang-mai

O ápice do passeio é o banho com os elefantes no rio, a aventura já tinha compensado apenas no caminho, mas dar banhos nos elefantes foi demais. Eles adoram água e se divertem com a gente. Depois do banho subimos novamente nos elefantes e seguimos em direção ao lugar onde é servido o almoço. Trocamos de roupa, alimentamos novamente os bichos com cana de açúcar, casca de abacaxi e bananas, almoçamos uma comida típica da região norte da Tailândia e logo após o almoço entramos no carro e voltamos para Chiang Mai.

elefante-chiang-mai

elefante-chiang-mai

Eu não gosto de ver animais presos, já fiz um passeio de camelo no Marrocos e agora decidi fazer esse passeio, já que nunca tinha visto elefantes de perto e queria ter essa experiência. Como ir a Tailândia e resistir a um elephant camp? Não me arrependi e indico a todos que vão visitar Chiang Mai e gostam de animais e natureza; é importante escolher um lugar onde realmente os bichos vivem bem, sem nenhum tipo de maus tratos.

O Ran-Tong tem um passeio de um dia inteiro que começa às 8 da manhã e termina às 16h e programas diurnos e noturnos. Nós escolhemos o programa diurno, e foi mais do que suficiente!

 Serviço:

Ran-Tong Elephant (Save & rescue elephant center)

Valor em fevereiro de 2014: 1.600 baths (equivalente a R$114,00)

Telefone: 053-358157 e 088-4347515

Email: rantong_cm@hotmail.com

Site: www.elephant-training.com