laos

Cruzando o rio Nam Khan em Luang Prabang, Laos

Um dos programas mais legais e não tão turísticos em Luang Prabang pode ser cruzar o rio Nam Khan. Ele pode ser cruzado através de uma ponte construída pelos locais na temporada seca, de barco na temporada de chuvas ou de bicicleta ou moto pela Old Bridge.Pois bem, lá fomos nós, com mapa em mãos, cruzar a tal ponte de bicicleta e conhecer o outro lado do Rio Nam Khan.

laos

A primeira parada foi no Wat Aham, também chamado de “O Templo do Coração Aberto”, um dos mais antigos da cidade e por incrível que pareça, nada habitado por multidões de turistas. Ele tem esse monumento imponente na frente. Caso você queira entrar no templo, ele está aberto das 8:00 às 17:oo e o valor da entrada é de 20,000 kips.

laos

Logo depois, continuamos pela avenida e fizemos uma parada no Utopia, um dos bares mais conhecidos na cidade, ótimo para relaxar e observar o Mekong. Eles oferecem aulas de meditação diariamente, você pode ver os horários aqui e pelas noites vira o point de quem ama tomar algo, bater um papo e ouvir música. Não é muito fácil encontrá-lo, siga as plaquinhas de madeira na Avenida; é só virar uma das ruas do posto de gasolina.

laos

Saindo do Utopia, fomos em direção à Old Bridge, que eu atravessei na maior alegria do mundo. Para muitos pode não significar nada, mas me senti extremamente feliz, em um dia de sol, cruzando uma ponte antiga, onde a base é de madeira, em pleno Laos. Fizemos até um videozinho da minha travessia:

Do outro lado da ponte, vimos uma cidade diferente, com uma avenida bem larga se comparada às ruas de Luang Prabang. Giramos na primeira à esquerda e pegamos uma estradinha para conhecer um templo que vimos no mapa, o Wat Phon Son Sukharam, bem simples, mas com umas gravuras lindas, apesar de nada conservadas na paredes externas do templo.

laos

Não tinha ninguém visitando o templo naquele momento, somente alguns monges na porta de uma casa que era parte do complexo e conversaram um pouco com a gente, e um cachorro. Nos sentimos privilegiados :).

laos

Saímos do templo e continuamos direto pela mesma estrada, até encontrar outro templo, o Phan Luang Ratsouda Ram, também muito simples.

laos

Foi lá que tivemos a sorte de ver um grupo de crianças brincando, uma cena muito feliz que rendeu a foto abaixo.

oi

Saímos do templo e descemos a rua não asfaltada e cheia de pedrinhas para almoçar  no Dyen Sabai, um restaurante recomendado pelo Lonely Planet e por outros viajantes. Foi uma escolha muito feliz, já que o ambiente com almofadas ao ar livre e mini “salas” com mesas era lindo.

laos

Deitei em uma das almofadas e tudo o que eu podia ver era o céu azul e o verde das palmeiras. Pedi um prato muito comum no norte do Laos, carne de porco com berinjela (fried eggplant with pork), estava uma delícia.

O chá e o suco que pedimos também estava muito bom. Se você não se animar a pegar a bicicleta e dar uma volta, é só cruzar a ponte de bambu que fica naKingkitsarath Road na temporada seca (de Novembro a Maio), olhem no mapinha:

Depois do almoço, fui dar uma olhada nas roupas e acessórios de uma lojinha ao lado do restaurante chamada Garden of Eden Shop. Qual não foi a minha surpresa ao conversar com uma das funcionárias e descobrir que ela organiza aulas de bijuteria gratuitamente?  Quase todos os produtos da loja são feitos pela dona, que é super simpática e fala inglês. Infelizmente eu tinha que voltar para o centro de Luang Prabang e não deu tempo de fazer nenhuma aula. Chegando no hotel fui dar uma olhada nas reviews e muitas pessoas recomendam o curso e um tempinho livre para conversar com a dona ou simplesmente comprar um acessório único.

laos

Espero que vocês possam ter um tempinho para fazer esse passeio, que foi um dos pontos altos da nossa estadia em Luang Prabang!

E para quem ainda não viu, fizemos um vídeo super legal de Luang Prabang: