Booking.com

Guia do Atacama: Tudo o que você precisa saber antes de viajar!

Depois de duas visitas a um dos destinos com as paisagens mais exóticas da América do Sul, decidimos fazer esse guia do Atacama para você ir preparad@. Primeira dica: esqueçam os filtros do Instagram! No deserto mais árido do mundo a paisagem é estonteante, e qualquer foto será digna de muitos likes. Por um momento parecia que estávamos em Marte, em outro, fazendo um tour para observar o céu mais estrelado que até então tinha visto na vida. Assim é o Atacama, um destino que vive da arqueologia, astronomia e do turismo, e que oferece aos seus visitantes um mundo novo a ser descoberto. Quando comecei a pesquisar e montar o nosso roteiro, senti falta de um post com todas as informações, sobre como chegar, onde ficar, o que fazer, época para ir, que roupas levar e etc, e agora, voltando de viagem, conto simples e detalhado como embarcar numa aventura pelo deserto mais desejado da América do Sul.

Guia do Atacama:Qual é a melhor época para visitar?

Essa foi a minha primeira pergunta. Fui em março e o clima estava ótimo durante o dia e friozinho a noite. As melhores épocas para ir são no outono, entre os meses de março e maio, e na primavera, entre setembro e novembro.

Como Chegar no Atacama:

Para que você entenda, a cidade de Calama é a porta de entrada para San Pedro de Atacama. Os voos chegam em Calama e de lá você terá que pegar um transfer para San Pedro. O meu voo veio de Santiago e o transfer para San Pedro estava incluso na diária do meu hotel, mas na volta peguei um transfer compartilhado com uma agência.

Existem várias formas de chegar a San Pedro de Atacama!

De aviã0: O Aeroporto El Loa de Calama é o principal aeroporto da região, e as companhias aéreas que voam diariamente de Santiago para Calama são: Lan Chile e Sky Airlines.

Transfer de Calama para San Pedro de Atacama & rotas vindo de outras cidades:

De ônibus: A Tur Bus é uma das empresas chilenas mais conhecidas, e faz viagens diretas entre Santiago e San Pedro de Atacama, ou desde outras cidades chilenas para Calama. Tur Bus, Buses Atacama 2000 e Frontera del Norte são as principais empresas responsáveis por fazerem o traslado entre Calama e San Pedro. De Salta, na Argentina, as empresas Géminis e Pullman Bus fazem o trajeto direto para o Atacama.

Fica a dica! Veja com o seu hotel se eles possuem serviço de transfer, geralmente os hotéis que não possuem esse serviço próprio terceirizam de outras empresas.

Da Bolívia: Não há rotas comerciais entre a Bolívia e o Atacama, apenas agências de turismo fazem esse trajeto junto com o tour do Salar do Uyuni.

De carro: Além do GPS, atualize os mapas do seu celular para casos de emergências. A fronteira entre a Argentina e o Chile funciona das 8h às 23h – dependendo das condições climáticas. Se estiver dúvidas ou perrengues na estrada, procure pelos carabineiros (policiais) na cidade mais próxima.

Onde ficar no Atacama:

Digamos que San Pedro é um pequeno povoado e há opções (hotéis, pousadas, hostels e campings)  para todos os bolsos e estilos de viagens. Ficamos no Tierra Atacama, onde a excelência em explorar o Atacama faz parte do conceito do hotel, além da boa gastronomia, atendimento impecável e o plus de acordar todos os dias olhando para o vulcão Licancabur . Clique aqui para o nosso review do hotel.

guia-do-atacama

guia-do-atacama

Procure o seu hotel através do nosso parceiro Booking.com: clique aqui – pague apenas ao se hospedar!

O que fazer no Atacama

Seja uma caminhada no meio do dia por cactus gigantes, o pôr do sol no Valle de la Luna ou o nascer do dia nos Geisers del Tatio, se você é do tipo que gosta de aventura e natureza, o Atacama será um dos destinos mais incríveis que você conhecerá na sua vida.

Excursões e atividades: A quantidade de lugares que você conhecerá dependerá da quantidade de dias que você reservar para a sua viagem ao Atacama. Eu, particularmente, reservaria quatro dias fora o dia de chegada e saída. Lembrando que devido a luz do sol, os horários dos passeios no verão são diferentes no inverno.

guia-do-atacama

Caso você escolha o Tierra Atacama para se hospedar, a equipe do hotel cuidará de toda a sua viagem, assim como dos tours no destino, mas se você for de forma independente e o seu hotel não contar com o serviço de organização de atividades, indicamos o seguinte roteiro:

Dia 01: Brasil / Santiago / Calama / San Pedro de Atacama

Dia de viagem é dia perdido. Como você chegará no final do dia, poderá reservar a noite para iniciar os trabalhos gastronômicos chilenos. 🙂

Dia 02: San Pedro de Atacama + Valle de la Muerte y Valle de la Luna

Aproveite a manhã para conhecer San Pedro – os principais lugares são: a Igreja, a Praça das Armas, o Museu Arqueológico Padre Le Paige e as lojas de artesanatos. Há agências que fazem o Valle de la Luna e o de la Muerte juntos, procure saber mais se isso é possível. Os dois vales são incríveis, mas se tiver que escolher um, vá para o Valle de la Luna.

Dia 03: Lagunas Altiplânicas + Salar do Atacama

Algumas agências como a TurisTour vendem esses dois passeios em um, fazendo um full day. Informe-se com a sua agência.

Dia 04: Geysers de Tatio + Tour astronômico

Prepare-se para acordar cedo nas férias! O tour dos Geysers sai ainda antes de o sol nascer, e você vai entender o porque ao chegar no ponto final, onde o espetáculo começa. Não esqueça de ir com uma roupa para banho e uma toalha, dois ítens úteis para esse passeio aos Geysers. Devido a altitude, é normal que o corpo emita alguns sinais de cansaço, então aproveite o tempo entre a sua chegada em San Pedro e a saída para o tour Astronômico para descansar.

Dia 05: Bike Pukara ou Hiking Guatin – Gatchi + Termas de Puritama

Para fechar a sua viagem alugue uma bike, ou, caso não curta pedalar, compre o tour para fazer uma bela caminha pelo Vale do Guatin. Termine a viagem no maior estilo relax nas Termas de Puritama.

Dia 06: San Pedro de Atacama / Calama / Santiago / Brasil

Tem poucos dias? Então conheça as principais atrações do Atacama:

Valle de la Luna

Um dos lugares mais lindo que já vi na vida. Localizado dentro da Reserva Nacional Los Flamencos, o Valle de la Luna é uma das principais atrações do Atacama. Na entrada há um museu simples, mas que cumpre bem a função de informar sobre lugar. Geralmente as pessoas vão até lá no pôr do sol, mas segundo o nosso guia, quase 500 turistas disputam o melhor ângulo para a foto, por isso evitamos a multidão e fomos pela manhã, e tivemos tudo só para nós. 🙂

guia-do-atacama

Valle de la Muerte

Tive a sorte de conhecer o Valle de la Muerte de dia e de noite. Durante o dia fomos no mesmo tour do Valle de la Luna, já pela noite fizemos uma caminhada noturna para observar as estrelas e o vale, no final ainda tivemos uma surpresa com uma banda local tocando apenas para nós. Agora me fala, não parece outro planeta?

guia-do-atacama

Geysers de Tatio

O esforço de acordar ainda de madrugada foi recompensado lá pelas 7h da manhã, quando a nossa guia, surper competente, sabia a hora da atividade de cada geiser e nos chavama para observá-los desde o início. A natureza é realmente incrível.

Guatin-Gatchi

Falo que o Guatin-Gatchi foi a nossa descoberta no Atacama. Nunca tinha ouvido falar desse passeio, descobrimos ele no hotel, e escolhemos como a primeira atividade da nossa viagem. Os cactus são gigantes, e têm uns com até sete metros de altura. O Vale do Guatin é lindo, e vale conhecê-lo.

Salar do Atacama

Céu meio rosado, meio amarelado, flamingos se organizando para dormir e um pôr do sol épico. Ver o fim de tarde no Salar do Atacama foi uma das melhores escolhas da nossa viagem, não é lotado e é lindo.

Lagunas Altiplânicas

Não cheguei a fazer esse tour, infelizmente não tive tempo e ficou para a próxima visita ao Atacama, mas falam que é imperdível.

guia-do-atacama

Foto: PixCulture/Flickr

Tour Astronômico

Talvez será o céu mais estrelado que você verá na sua vida. As agências da Calle Caracoles (rua principal de San Pedro) vendem tours para observação das estrelas.

guia-do-atacama

Foto: weyes/Flickr

Roupas, acessórios e farmácia. O que levar na mala?

Devido a oscilação climática é indicado levar roupas de verão para o dia e de inverno para a noite. Para o tour dos Geisers você precisará de um casaco dos bons, em março fez -4 quando chegamos lá, depois esquentou. Óculos de sol, protetor solar, hidratante e um chapéu são ítens essenciais. Na minha farmácia portátil que carrego em todas as viagens não faltam remédios para dor de cabeça, ouvido, colírio, febre e soro para o nariz. Para o Atacama acrescente: protetor labial, repelente e material para curativo.

Para as atividades, além de uma boa bota, bastões de trekking ajudarão nas caminhadas mais longas – uso esse da Mormaii, e caso tenha um binóculo em casa coloque-o também na mala. 😉

ATACAMA – Serviço de informações turísticas:

Rua Toconao, 405 – San Pedro de Atacama

Site: sanpedrodeatacama.com

Email: sanpedrodeatacama@sernatur.cl

Telefone: (56 55) 2851420

——————————————–

Faltou alguma coisa no nosso guia do Atacama? Se tiverem dúvidas, por favor deixe aqui nos comentários que atualizaremos o post.

Espero que vocês curtam o Atacama tanto quanto eu. Boa viagem!

Vejam também outros posts nossos do Chile:

Todos os posts do Chile

Todos os posts do Atacama

Todos os posts sobre o Valle Nevado

Todos os posts sobre cruzeiro na Patagônia

Todos os posts sobre Santiago

Todos os posts sobre Torres del Paine

* Viajamos para o Chile para gravar a primeira temporada da Websérie “Bucket List – A Lista dos Sonhos”, projeto desenvolvido pelos blogueiros Átila Ximenes (Vou Contigo Lifestyle) e Daniel Thompson (Mochileiro das Maravilhas). A viagem contou com o apoio da Skyscanner Brasil, Mormaii, Turismo Chile, Tam Linhas Aéreas e Tierra Atacama.