Booking.com

Dica de passeio em São Francisco: Champagne Brunch Cruise

Estava em São Francisco, essa cidade que tantos amigos e conhecidos me descreviam como “o lugar favorito no mundo”. Visitei a cidade à trabalho por alguns dias e queria fazer algo diferente no fim de semana – e que, de preferência, tivesse relação com a Golden Gate Bridge, que eu sabia que visitaria só no meu tempo livre.

Comecei a procurar por experiências no Viator, parceiro do blog, e me perdi entre as opções: excursões em Alcatraz (que devem ser agendadas com muita antecedência, já não dava tempo), cruzar a Golden Gate de bike, algo super recomendado também, ou… um cruzeiro com brunch e champagne, passando pela Golden Gate, Alcatraz e outros pontos turísticos? Bem, sem duvidar escolhi a última opção.

Por sorte, acordei no domingo e fazia um dia de sol e céu azul em São Francisco, perfeito para um cruzeiro. Me arrumei e decidi pegar um Uber Pool para chegar no Pier 3, San Francisco, já que tinha medo de me perder e o Uber Pool é super prático e econômico; para quem quer entender como funciona, é como o Uber normal, com a diferença que você dividirá o carro com outros passageiros.

O horário de partida é às 11:00, mas é necessário chegar meia hora antes para o embarque. Chegando no Pier 3, perguntei para um dos funcionários onde era o Cruzeiro-Brunch e eles me apontaram um navio, o Hornblower. Já tinha um casal esperando e começando a fila para o embarque. Estava com o voucher da Viator impresso, e à medida que o tempo passava, ia vendo as famílias e casais chegando, e cheguei à conclusão real de que eu era a única mulher não acompanhada de todo o grupo. Fiquei um pouco apreensiva, pensando se iria me divertir, se o cruzeiro tinha sido uma boa ideia, já que eram duas horas de passeio. O portãozinho para embarque abriu, e fomos direcionados para a entrada – antes de conhecer o navio fiz uma foto com um fotógrafo profissional, para caso eu quizesse comprar no final do passeio. Na entrada, um senhor confirmou o meu nome e me direcionou à minha mesa, que já tinha o meu nome; sim, eles organizaram as mesas com antecedência, segundo o tamanho dos grupos. O buffet do brunch parecia delicioso – ia de diversos tipos de saladas passando por ovos, muffins, tostadas, waffles, quiches…um brunch com tudo o que se tem direito.

passeio-em-sao-francisco

Já acomodada na minha mesa, o Mike, um dos garçons, apresentou-se e perguntou se eu estava esperando companhia, ao ver a cadeira da frente vazia. Respondi com um sorriso que não, que estava sozinha. Ele reagiu me servindo uma bela mimosa, drink tradicional nos brunchs americanos – e, que acreditem, eu nunca tinha provado.

O buffet abriu com um anúncio do pianista, que anunciou que ali começaria o nosso passeio e, caso quiséssemos pedir alguma música em especial, era só escrever em um papel e entregar para ele, já que ele sabia que geralmente algumas pessoas faziam o passeio para comemorar noivados, formaturas ou até mesmo um divórcio. 🙂

Comecei o brunch com um mix de tabule, quiche, bacon e ovos mexidos. Quem disse que tem que fazer sentido?

E depois de três mimosas e observar a saída do porto e São Francisco de longe, decidi subir o segundo andar, onde há um deck perfeito para fotos. A Golden Gate já aparecia entre a névoa e os as gaivotas voavam do nosso lado, acompanhando o passeio.

passeio-em-sao-francisco

O ponto alto do passeio é quando realmente chegamos perto da Golden Gate Bridge; o navio passa pela ponte, dá meia volta e assim temos todas as perspectivas possíveis para todas as fotos, de todos os ângulos!

Seguimos em direção à prisão de Alcatraz, outro ponto turístico conhecido na cidade. Ele chega bem perto da prisão, o suficiente pra sentir a vibe sinistra do lugar – só consegui lembrar de Shutter Island!

passeio-em-sao-francisco

E para fechar com chave de ouro, passamos por Bay Bridge, que não é tão famosa como a Gold, mas é lindíssima também:

 

Quando percebi, o capitão anunciou que em 20 minutos chegaríamos ao Pier 3 novamente. As duas horas voaram, entre a vista maravilhosa, o dia lindo, a música, as mimosas… e desci para comer a sobremesa e me despedir do passeio.

passeio-em-sao-francisco

Quando estávamos perto de chegar, avisaram que as fotos que tiramos ao entrar estavam disponíveis para compra em uma mesinha no primeiro andar. Fui lá, encontrei a minha e perguntei ao senhor que estava atendendo quanto custava. Ele respondeu que eram 20 dólares; agradeci, e quando ia saindo, ele me chamou e me estendeu a foto: ” take it, is a gift”. Saí sorrindo do navio pensando que foi uma das experiências mais legais da viagem, sem dúvidas. E não é que se aventurar sozinha foi bem melhor do que eu pensava? 🙂

Para quem se animar, esse o o link para reservar o passeio no site do Viator. Reservem e confirmem com antecedência para ir tranquil@ até o Pier 3 no dia do passeio. O valor é em média de USD 96,00 dólares, com tudo incluso – a comida, o passeio e o champagne liberado. Super recomendo para qualquer tipo de público – seja você uma senhora, família, um senhor ou uma mulher viajando sozinha, é super tranquilo.

*O passeio foi feito devido à nossa parceria com o Viator, mas todo o relato desse post foi feito com base na minha experiência real e espontânea.