Booking.com

Bike tour em Santiago do Chile: Uma forma alternativa para conhecer a cidade

Santiago, a capital do Chile, é uma cidade perfeita para ser desbravada sob duas rodas. Em um dos meus dias por lá comprei um bike tour, onde tive a oportunidade de ver a cidade de uma forma diferente da tradicional. Não precisa ser atleta para encarar a brincadeira, as ruas de Santiago são planas, há ciclovias, os motoristas respeitam os ciclistas e há várias paradas durante o percurso para explicações mais aprofundadas sobre a cidade.

Bike tour em Santiago do Chile. (Foto: Átila Ximenes)

Algumas empresas trabalham atualmente com o turismo sustentável, e uma delas é  a La Bicicleta Verde, que oferece diversos tours com bicicletas, tanto para Santiago como é o caso dos percursos Mercados e Vida Local (pela manhã), Parques e política (pela tarde) e o Sunset Bike Tour (pela noite), quanto para cidades vizinhas a capital chilena, como os tours Bike and Wine e Mountain Bike.

Testando as bikes. (Foto: Átila Ximenes)

Decidimos fazer o tour Mercados e Vida Local, já que no primeiro dia tínhamos conhecido os parques e os prédios políticos durante nosso walking tour solo. Chegamos na sede da La Bicicleta Verde às 9h30, horário de saída do tour, que tem duração total de três horas.

Recebemos instruções de como andar pelas ruas de Santiago, lugares que iríamos conhecer e testamos as bicicletas. Começamos a pedalada, paramos duas vezes para receber algumas explicações no famoso e boêmio Bairro Bellavista, que é bem conhecido pelos bares e restaurantes que movimentam a noite de Santiago, o bairro também é conhecido pela influência francesa na arquitetura e na cultura.

As bicicletas da “La Bicicleta Verde”. (Foto: Átila Ximenes)

Bairro Bellavista, o mais badalado da cidade. (Foto: Átila Ximenes)

Bairro Bellavista. (Foto: Átila Ximenes)

Em seguida, ainda no Bairro Bellavista, paramos no Museu La Chascona, uma das três casas do poeta chileno Pablo Neruda, que foi ganhador do prêmio Nobel de Literatura e figura de grande referência para os chilenos. Infelizmente não há tempo para visitar o museu, caso tenha interesse, volte outra hora. As visitas são guiadas e duram 40 minutos. O museu fica vizinho ao Cerro San Cristóbal, mas não fomos lá durante o tour, depois voltamos no bairro para ver tudo com mais calma.

Parada em frente ao Museu La Chascona, de Pablo Neruda. (Foto: Átila Ximenes)

Do Bellavista seguimos para o Mercado La Vega, um mercado que se não fosse esse tour eu não conheceria, pois não está na rota turística de nenhum outro tour em Santiago. É um típico mercadão de bairro, bem movimentado e do jeito que eu gosto. Rodamos por todo o mercado, paramos para tomar um suco com tapas. No menu, duas opções, suco de frutas vermelhas e o tradicional mote con huesillos, uma bebida gelada feita com suco de pêssego, pêssego desidratado e grãos de trigo cozido, tudo junto e misturado.

Mercado La Vega. (Foto: Átila Ximenes)

Huesillos. (Foto: Átila Ximenes)

Mercado La Vega. (Foto: Átila Ximenes)

Mote con huesillo. (Foto: Átila Ximenes)

A próxima parada foi em um lugar clássico da cidade, o Mercado Central. O mercado é conhecido pela variedade de frutos do mar, quase tudo que você imaginar do mar tem por lá. Dentro do mercado há restaurantes e lojinhas de souvenir, como o tempo era curto, compramos umas lembrancinhas, rodamos pelo mercado e seguimos para a Plaza de Armas.

Frutos do mar, principal atração do Mercado Central. (Foto: Átila Ximenes)

Mercado Central. (Foto: Átila Ximenes)

Mercado Central. (Foto: Átila Ximenes)

Interior do Mercado Central. (Foto: Átila Ximenes)

Do mercado para a movimentada Plaza de Armas. O caminho é curto, descemos da bicicleta e recebemos explicações da praça e dos monumentos que encontram-se por lá. Além de ser no centro histórico, o marco zero da cidade está lá, nos pés de uma fonte. A Catedral Metropolitana, a Estação Central, o Museu Histórico Natural, a sede do município de Santiago e o Correios ficam ao redor da praça. A praça fica bem próxima ao Museu de Arte Precolombino, que encontra-se em reforma até o final de 2013.

Bike tour em Santiago do Chile! (Foto: Átila Ximenes)

Plaza de Armas. (Foto: Átila Ximenes)

Plaza de Armas. (Foto: Átila Ximenes)

Plaza de Armas. (Foto: Átila Ximenes)

Saindo da Plaza de Armas fomos para a última parada do tour, o Parque Florestal, o mais tradicional da cidade. O parque é o lugar ideal para descançar, passear, namorar, brincar com os cães e por aí vai, a grande quantidade de árvores faz com que o parque seja conhecido como o pulmão da cidade. De lá, seguimos para a sede do La Bicicleta Verde, devolvemos as bicicletas e nos despedimos do guia – que por sinal foi muito gente boa – e fomos almoçar. Foi um ótimo passeio e fiquei animado para fazer os outros tours com eles.

Bike tour em Santiago do Chile. (Foto: Átila Ximenes)

Bike tour. (Foto: Átila Ximenes)

SERVIÇO:

Dica: No verão, vá com roupas leves e leve protetor solar, já no inverno, vá bem agasalhado, pois o frio é grande e venta muito.

Valor do Tour Mercados e Vida Local: 18.000 pesos chileno ou 36.00 dólares.

Site: www.labicicletaverde.com

E-mail: [email protected]

Endereço: Loreto 6, esquina Santa María. Fica próximo a estação de metrô Bellas Artes.

Telefone: (56-2) 570.9338 – Cell: (56-9) 7.215.6961 / (56-9) 7.215.7087