Booking.com

Famosa belos bons vinhos, Mendoza é também uma cidade ideal para quem gosta de aventura, como já falamos por aqui nos posts (trekking, rapel e Thermas de Cacheuta / Cavalgada com pôr do sol aos pés das pré cordilheiras). Agora, já pensou em juntar os dois, vinho com aventura? Isso mesmo, em um dos cinco dias que ficamos na cidade fizemos um wine bike tour em Mendoza. O Tour tem como finalidade visitar Luján de Cuyo e Maipú, que são conhecidas por serem as mais importantes regiões produtoras de vinho da província de Mendoza. Visitamos três bodegas, em todas tivemos explicações sobre a fabricação dos vinhos e degustações. Uma van nos levou até a primeira vinícola, ponto de partida do tour.

A primeira vinícola que visitamos era pequena, mas aconchegante, chamada Familia Cecchin. É uma bodega artesanal e produz todo o seu vinho de forma orgânica. São 70 hectares de parreirais. Fizemos uma visita guiada em espanhol, mas também havia um grupo em inglês. Conhecemos as dependências e o processo de fabricação, depois fomos para a degustação. Experimentamos dois vinhos, um branco meio doce, feito com Moscatel de Alexandria e um Malbec de linha de entrada, sem passagem em madeira, uma delícia. Na loja da bodega os vinhos são vendidos por um valor muito barato, a partir de R$ 15,00.

O primeiro trecho foi o mais cansativo, pedalamos por vinte minutos até chegar na segunda parada, mas com certeza foi compensado pelas belas paisagens, as árvores, as montanhas e pelos parreirais na beira da estrada. A segunda bodega já era mais sofisticada, na entrada havia um salão com obras de arte, achei uma ótima recepção para os visitantes. Lá, eles produzem vinhos de alta qualidade e exportam 80% do que é produzido. Conhecemos a sala de fermentação, que fica no subsolo da bodega e em seguida fomos para a degustação, também experimentamos dois ótimos vinhos. Com 20 pilas você sai com um vinho bom.

Depois de duas degustações, cada uma com mais repetições que a outra, fomos para a última parada do dia. Pedalamos por mais uns dez minutos e chegamos na terceira bodega. Também pequena e familiar, recebemos as informações sobre o processo de fabricação, ouvimos um pouco sobre a história deles e partimos para a degustação, como era a última parada e ninguém iria mais voltar pedalando, a degustação foi mais intensa. A guia abriu uma garrafa de cada vinho da casa e pediu para que a gente falasse qual vinho queríamos experimentar, foi a maior misturada de vinho que já fiz, experimentamos todos os vinhos da vinícola! Na volta o motorista aumentou o som e começou uma mini festa na van.

Como em todos os tours por vinícolas, os guias falam de todo o processo de fabricação do vinho, sobre a qualidade das uvas, como por exemplo; as mais baixas contém mais nutrientes, eles costumam colocar pouca água nos parreirais para que a uva fique pequena, porém mais concentradas. Antes eu achava tudo a mesma explicação, hoje já vejo que a cada vinícola visitada, é um novo aprendizado.

Serviço:

  • Duração do tour: de 9h às 14h
  • Inclui: transporte, guia, bike e entrada nas vinícolas com degustação.
  • Valor:  145 pesos //  Mais ou menos R$ 72,00 (em 2011)
  • Fica a dica: Leve mochila pequena, água, fruta, vá com um sapato confortável, roupas leves e um casaco
  • Dias de saída: terças e quintas
  • Onde comprar: hostel Internacional Mendoza: Site
  • E-mail: [email protected]