Booking.com
Se é desconectar o que você deseja, a gente te indica 5 lugares para se deixar levar pela paz, simplicidade e conexão com a natureza
Vivemos uma época onde a tecnologia faz parte quase que 24h da nossa vida. São tantas as informações, conversas e conexões que por muitas vezes paramos e tudo o que precisamos é ser teletransportado para um lugar de paz, não é mesmo? E já que a gente não pode ajudar com o teletransporte, a gente ajuda com dicas de lugares para desconectar do mundo e viver o combo simplicidade + conexão com a natureza.
cabo polonio uruguai

​Cabo Polonio, Uruguai

Em Cabo Polonio não há luz, água encanada, nem gás. Não há carros transitando e uma vez lá você ficará off da civilização, já que não há sinal de celular e nem de internet. É um lugar de descanso absoluto. A pequena vila de pescadores, como chamamos a parte habitada do Parque Nacional Cabo Polonio, não há muita estrutura em relação aos outros destinos turísticos do Uruguai. Há alguns hostels para passar a noite, e o hotel mais bem estruturado que tem por lá é o La Perla del Cabo Hotel e Restaurante (veja aqui as opções de hospedagem em Cabo Polonio). Há restaurantes em quase todos os hostels e no “centrinho” turístico do lugar. O bom de Cabo Polonio é que lá é de fato um lugar para desconectar, viver a natureza, passar o dia na praia, subir o farol e ficar horas admirando a vida dos lobos marinhos.
cabo polonio uruguai

Gili Air, Indonésia

Imagine vários bungalows com almofadas, puffs, mesinhas e vista pro mar e com um preço super acessível?  Esse é o coeficiente comum de quase todos os bares e restaurantes da ilha, que, cá pra nós, é uma maravilha. Fazer todas as refeições com vista pro mar em uma cabaninha dessas é pra ficar totalmente pleno. Diferentemente de todos os países asiáticos que visitamos, Gili Air é dominada por dois tipos de transporte: charretes e bicicletas – é maravilhoso estar em uma ilha onde o som do mar e dos passarinhos dominam o ambiente. Prepare-se para encontrar galos, galinhas, gatos, cavalos, vacas pelo caminho. Felizmente é possível ver a vida cotidiana dos moradores da ilha com os seus animais passeando pelas ruazinhas de terra.
gili-meno

Long Beach, Tailândia

Essa praia na Tailândia sem dúvidas é uma das m nossas favoritas. Conhecemos Long Beach na volta do famoso passeio para Maya Bay, quando o barco em que estávamos teve que fazer uma parada deixar dois passageiros lá. Enquanto o barco se aproximava para que eles descessem, o nosso pensamento e atitude foi: “também vamos descer!” Não sabíamos se estávamos longe do pier de Tonsay, o principal de Phi Phi Don, nem como iríamos voltar, só queríamos estar ali. E foi assim que a nossa relação de amor com Long Beach começou. O mar azul turquesa, a areia branca e fininha, as redes nas árvores, as massagens incríveis com vista para a praia… Depois voltamos e ficamos quatro dias.
phi-phi

Torres del Paine, Chile

O colorido das montanhas com os raios de sol ao amanhecer e o forte vento frio que vem de todos os lados faz de Torres del Paine um dos destinos mais fascinantes que já conhecemos. Localizado na Patagônia chilena, o parque nacional tem a sua temporada anual de outubro a abril (verão por lá), e há diversas opções para viver dias de pura tranquilidade e contato com a natureza. A primeira vez em que pisamos no Parque Nacional de Torres del Paine foi em 2013, também a nossa primeira vez na Patagônia. Foi amor a primeira vista! Esse primeiro contato, que durou apenas três dias, foi o suficiente para iniciar os planos para a próxima ida ao lugar. Em março de 2015 embarcamos em uma viagem de norte a sul pelo Chile, e Torres del Paine era o principal destino da viagem – fizemos o Trekking W, onde percorremos durante cinco dias 78km entre as montanhas mais belas desse planeta. Por lá também tivemos a melhor experiência de hotel da vida, que foi se hospedar no Tierra Patagonia Hotel & SPA.
torres-del-paine

Caraíva, Brasil​

Paz e simplicidade definem bem Caraíva, um dos destinos mais hypados da Bahia, mas mesmo lotado em feriados e datas comemorativas como réveillon, a pequena vila de pescadores ainda é um lugar de sossego. Fora da temporada, acorde cedo, caminhe na praia, faça uma pausa para tomar uma água de coco fresca e se deixe levar pelos pratos de frutos do mar. Há pousadas charmosas (com aulas de yoga), na beira da praia, ideais para momentos de puro relax.

Curtiu? Compartilhe com os seus amigos!

Boa viagem!