Booking.com

Se você está buscando um lugar com paz, paisagens bonitas, boa comida e gente alto astral, te apresento Tulum, a Ubud mexicana.

Quando colocamos os pés em Tulum, pensamos: bem que a gente deveria ter vindo direto para cá e ter ficado t0d0s os nossos dias aqui, não era? Tulum é uma Ubud (Bali) com praia caribenha, tem uma vibe hippie chique, europeus e americanos nos beach clubs dos hotéis tomando sol, pouca gente no mar, aulas de yoga de um lado e restaurantes disputados de outro. No geral (fomos em junho) Tulum é um lugar tranquilo, ideal para ser desbravado de bike, a pé e com calma. Selecionamos 5 dicas de Tulum que farão a diferença na sua viagem por esse pedaço de paraíso mexicano – dicas além das básicas, como fazer um tour pelas Ruínas ou mergulhar de snorkel em um dos Cenotes.

1 – Comprar um day pass em um beach club

Os hotéis mais badalados também possuem os melhores beach clubs, mas como as diárias nem sempre são convidativas, você poderá usá-los mesmo sem ser hóspede – basta pagar um day use, geralmente negociado na chegada ao local. Em um dos dias da nossa viagem resolvemos relaxar no Amansala Eco Chic Resort, um dos lugares mais bacanudos de Tulum. Pagamos apenas a consumação do restaurante (almoço + bebidas) que deu menos de 100 dólares.

dicas tulum

2 – Jantar no Hartwood Tulum

Se me perguntarem a experiência gastronômica mais original e marcante dos meus dias pela Riviera Maya eu vou falar sem dúvidas que foi no Hartwood, o mais disputado-famoso-desejado restaurante de Tulum. Os ingredientes do menu são comprados diariamente em feiras e mercados da Península de Yucatán, isso significa que o menu não é fixo, e eles montam os pratos com o que consegue trazer para a cozinha. Para começar, vá nos drinks, são vários fixados nos menus espalhados pelo pequeno espaço que a cada instante é defumado com repelente ou pela fumaça que sai da cozinha deixando o cheio da comida espalhado no ar. Nunca. Nunca deixe para reservar um ou dois dias antes, só conseguimos porque chegamos cedo e fomos os primeiros da fila de espera – no dia anterior tentamos e a fila de espera era muito longa. O Hartwood abre das 18h às 23h de quarta-feira a domingo. Para reservas envie um email para info@hartwoodtulum.com (com bastante antecedência) e tenha paciência para receber a confirmação da reserva. Site: hartwoodtulum.com

tulum-onde-comer-hartwood

Restaurante Hartwood em Tulum. (Foto: Vou Contigo Lifestyle)

tulum-onde-comer-hartwood

O nosso pedido no Hartwood (Foto: Vou Contigo Lifestyle)

tulum-onde-comer-hartwood

Restaurante Hartwood em Tulum. (Foto: Vou Contigo Lifestyle)

3 -Se hospedar em um bangalô ou em um camp de charme em Tulum

Podemos falar que as opções de hospedagem em Tulum são uma atração a parte. Hotéis designs construídos com materiais da região concorrem com hotéis de concreto e vidro pé na areia, e não pára por aí, recentemente um lugar chegou todo cheio de graça ao oferecer como hospedagem trailers e barracas cools. Isso mesmo, o novato da área é o Maxa Camp, dono de barracas e trailers no estilo jovem-cool-de-festival, mas no geral é uma graça de lugar. O bom é que além de estar na beira da praia, o camp dispõe de um beach club, aulas de yoga e cinema ao ar livre pelas noites. O Playa Canek Boutique Eco Hotel só passamos pela frente e tinha uma vibe legal, simples mas legal. O bom do Canek é o preço! Um dos nossos queridinhos em Tulum é o Amansala, se a diária for cara para o seu budget vá pelo menos aproveitar o day use do beach club – foi o que nós fizemos! A comida é incrível, assim como as aulas de yoga. Para as meninas, eles organizam pacotes detox com aulas de yoga, alimentação saudável – vale a pena entrar no site e ver os programas. Membro da rede Design Hotels, o Papaya Playa Project tem um restaurante legal, uma praia bonita e um café da manhã farto. É um hotel boutique design de destaque na região, mas na nossa opinião as fotos são muito mais bonitas que uma vez lá. Para nós, o Azulik é o mais incrível de todos (e um dos mais caros). Os bangalôs são um charme, a praia é incrível (tem até praia privada de nudismo), os serviços de SPA são uns dos mais comentados e as diárias são concorridas. Aqui, pelo preço, é um esquema mais viagem de comemoração, lua de mel e etc. Não conhecemos o Mi Amor a Colibri Boutique Hotel, mas está com ótima classificação no Booking e é daqueles hotéis que não deixa nada a desejar aos perfis mais exigentes. Bonito, elegante e pé na areia, o hotel oferece diversos serviços para que o hóspede possa de fato desconectar da vida real.

camping-tulum

A tenda do Maxa Camp, Tulum. (Foto: Divulgação)

camping-tulum

A tenda do Maxa Camp, Tulum. (Foto: Divulgação)

azulik-tulum-onde-ficar

Os bangalôs do Azulik, Tulum. (Foto: Divulgação)

azulik-tulum

SPA do Azulik (Foto: Divulgação)

4 – Fazer uma aula de yoga em Tulum

Não se assuste se você ver pessoas andando (na única rua de Tulum) com yoga mats pendurados nos ombros. Assim como Ubud, em Bali, Tulum é um destino para quem busca conexão com a natureza, comer bem e praticar yoga. Há aulas em vários hotéis a beira mar, e fizemos uma no Amansala Eco Chic Resort, no mesmo dia em que passamos o dia relaxando no beach club deles. Além de aulas de yoga, esse hotel é conhecido pelos seus retiros e terapias alternativas.

dicas tulum

5 – Alugar uma bike

Alugar bike na praia? Sim, Tulum é um lugar ideal para isso, mesmo não havendo ciclovias e sendo uma aventura dividir a pena e única estrada com os carros. Em quase todos os hotéis é possível alugar bike, e caso o seu não tenha basta dar um pulo no hotel vizinho que você encontrará. Além de prático e a forma mais barata para se locomover. Caso pense em passar o dia desbravando Tulum sob duas rodas, não esqueça de uma lanterna de cabeça para voltar a noite, não há postes com energia elétrica. 😉

o-que-fazer-em-tulum

Pedalar nessa paisagem são outros 500. (Foto: Ludmy Paiva)

Animou? Leia aqui todos os posts da nossa viagem pelo México!

*Viajamos pela Riviera Maya com a At Travel, agência local de uma brasileira que vive por lá e conhece cada pedacinho da região.